Mestizo

nota 4.5 de 5 en 69 opiniones
| Ranking: 18º de 619 | Restaurantes


Dicas rápidas Ver todos los tips
Opinión destacada
Primera opinión del lugar

Localizado na entrada norte do Parque Bicentenário, em Vitacura, o restaurante Mestizo é especializado em versões contemporâneas de pratos tradicionais da cozinha chilena, com influências na cozinha mediterrânea.

Inaugurado em 2007, tem um projeto arquitetônico e paisagístico de encher os olhos, de autoria do arquiteto chileno Smiljan Radic, um dos primeiros a ganhar projeção internacional. Ao invés de comentar, deixarei que as fotos deem conta do recado. E não esqueça de visitar o banheiro, uma atração à parte!

Arquitetos(as) de plantão: para saber mais sobre o projeto do restaurante Mestizo, cliquem aqui: http://www.archdaily.com/16372/mestizo-restaurant-smiljan-radic/

O restaurante tem capacidade para 180 lugares, distribuídos em 4 setores - a concorrida varanda, com vista privilegiada do parque e de um dos lagos artificiais, um lounge, uma mesa coletiva de 10 metros de comprimento e o salão principal, localizado no interior da casa.

Sem dúvida a integração com a natureza é o ponto forte da casa. Uma vez na varanda, a sensação é de estar comendo à beira do lago, tamanha a proximidade.

Dica para que a varanda não seja uma roubada: óculos de sol no almoço e blusa no jantar (os ventos são cortantes à noite). Vale dizer também que no Chile é permitido fumar nas "terrazas" - e a galera curte um cigarrinho.

Recebe bem os grupos, ótimo para casais, mas é perfeito para famílias com crianças - como não existem grades separando o restaurante do parque, os pequenos podem correr e pular à vontade enquanto os pais comem, bebem e batem papo.

Não é um restaurante barato, mas sem dúvida oferece uma culinária de alto nível, associado à vista fabulosa do parque. Some-se o fato de estar localizado em Vitacura, um dos bairros mais ricos da cidade.

A carta de vinhos é exageradamente cara, inclusive para os padrões brasileiros, "acostumados" a beber um bom vinho a preços estratosféricos. Vale o aviso.

O couvert da casa é composto por uma cesta de pães fatiados - branco, tomate, azeitonas pretas e beterraba, acompanhado por um molhinho picante à base de tomates.

De entrada, trocamos a bastante elogiada porção de ceviches pela sensacional "Tabla del Mar" (CLP 16.700, R$ 67), com salmão defumado, camarões-rosa inteiros cozidos ao molho de tomates, anéis de lula à milanesa, garras de caranguejo fritas, pedaços de coração de alcachofra e um molhinho para acompanhar. Apesar da paulada no bolso, o prato é uma ótima pedida para compartilhar - a lula é perfeita, os camarões são tenros e bem marinados no tempero, o defumado do salmão é mais suave (e saboroso) do que o que comemos no Brasil.

De prato principal, pedi um risoto ao mascarpone com ragú (CLP 7.600, R$ 30,40). Bastante suave, quase não dá para perceber o queijo, ao contrário da carne, que desmancha no garfo e na boca, servida com um molho à base de redução de vinho. Boa pedida.

A Luciana pediu um assado de tira acompanhado de fettuccini ao pesto (CLP 7.900, R$ 31,60). A carne é muito bem feita e temperada, embora com alguns pedaços de gordura. O molho à base de cenoura deixa um toque doce na boca. A pasta estava "al dente", com molho na média, sem ser nada estupendo. Vale pela mescla de sabores.

Para beber, vinho Casa Silva Sauvignon Blanc Reserva 2011 (CLP 15.400, R$ 61,60). Já conhecia o vinho, é gostoso, muito frutado (abacaxi, melão), casou bem com o risoto, mas paguei caro - provavelmente pagaria mais barato no Brasil. A Luciana foi de suco com limão com gengibre (CLP 2.500, R$ 10), de sabor suave, sem surpreender.

De sobremesa, pedi um "Volcán de chocolate" (CLP 4.100, R$ 16,40), um petit gateau generosamente recheado de chocolate com sorvete de maracujá e calda de frutas vermelhas. A mistura do amargo do chocolate, do azedo do maracujá e do doce das frutas vermelhas torna a sobremesa bastante saborosa, sem ser enjoativa.

A Luciana foi de "mini churros" (CLP 2.800, R$ 11). O doce de leite é saboroso, embora não compare-se aos autênticos argentinos, enquanto os churros são mais massudos e pesados que o normal.

Conta: 1 entrada, 2 pratos principais, 2 sobremesas, 1 suco, 1 garrafa de vinho, serviço (10%) = CLP 63.000, ou R$ 252.

Conclusão: vale pela comida, vale mais ainda pela experiência, pela vista, pelo ambiente, mas é um lugar caro, bem caro.

Reservas são obrigatórias, seja para almoço ou jantar.

O Viajante Comilão - http://oviajantecomilao.blogspot.com
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

Excelente servicio, preparaciones muy bien realizadas, el lugar es acogedor y con una buena distribución de sus espacios, se conecta con los lindos jardines del parque Bicentenario lo cual hace que sea una experiencia muy agradable, aconsejo comer de postre el volcán de chocolate, una maravilla para los sentidos.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.
Exibindo 14 opiniões | Total de 69 opiniões
¿Conoces Mestizo? ¡Escribe una opinión! ¡Da tu nota! Nota general
Mira las estrellas y después evalúa

Opinión
Para enviar fotos o rellena los campos adicionales, haz (no perderás lo que escribiste)